sábado, 6 de julho de 2019

GRAÇA AMORIM ACERTA CESSÃO DE TERRENO E CONSTRUÇÃO DA NOVA RODOVIÁRIA DOS POBRES DE TERESINA.


      VEREADORA GRAÇA AMORIM, COLETIVIDADE EM PRIMEIRO LUGAR!

A vereadora Graça Amorim, esteve nesta sexta-feira, 5, na sede da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Sul (SDU/SUL), juntamente com os permissionários da Rodoviária dos Pobres. O objetivo da reunião foi discutir a notificação recebida pelos comerciantes de que a obra de duplicação da BR 316 será retomada e que o terreno da rodoviária deve ser desocupado.

A obra de duplicação da BR 316 será retomada e os permissionários devem desocupar o terreno onde fica hoje a Rodoviária dos Pobres.

“A prefeitura de Teresina já concedeu a cessão de um terreno na BR 316, próximo à Polícia Rodoviária Federal, para que a Rodoviária dos Pobres possa funcionar lá. Ficou acordado de que a prefeitura faria a cessão do terreno e de que o Estado iria construir os novos boxes para os comerciantes. O governador Wellington Dias já havia inclusive se comprometido com a construção do espaço, caso a prefeitura cedesse o terreno, a parte da prefeitura já foi cumprida falta o Estado. Vamos marcar uma reunião com o governador para expor o problema e buscar o apoio para a construção dos boxes”, disse a vereadora Graça Amorim.

Segundo a presidente da Associação dos Comerciantes da Rodoviária dos Pobres, Maria Eliane Araújo dos Santos, são 16 permissionários que vivem do comércio no local. “A gente marcou esta reunião para que a prefeitura tome uma providência o mais rápido possível para a construção da nova rodoviária”.

O superintendente da SDU/SUL, Paulo da Silva Lopes, disse que os permissionários vão ser transferidos para uma área institucional do residencial Teresina Sul. “A área é de um hectare. O processo de cessão está em andamento e foi encaminhado para a Procuradoria do Município e também estamos trabalhando no projeto para a obra. Acreditamos que a partir deste projeto vamos buscar juntamente com a vereadora Graça Amorim, um diálogo com o Estado para que ele construa o espaço que possa abrigar todos esses comerciantes”.